Doidivana

blog da escritora Ivana Arruda Leite

A COZINHA DO KATS

6 comentários

Nesta terça-feira eu e Bebel, minha fiel escudeira para assuntos gastronômicos, fomos ao Na cozinha, do simpaticíssimo Marcelo Kastuki, que tive o prazer de conhecer. Assim que chegamos veio o couvert com pãezinhos gostosos, tapenade, uma miniminifatia de um patêzinho de porco e, claro, a sensação dos restaurantes moderninhos: manteiga Aviação. Depois, Bebel pediu penne com cogumelos; eu, filé mignon com castanhas acompanhado de um baião-de-dois tão sofistiquê que estava mais para fox-trot. Mas oh, que tristeza! O restaurante não serve cerveja! Quando o garçom me deu a notícia, minha vontade era fazer o que sempre faço nessa hora: levantar e ir embora. Pra não perder a viagem, aceitamos a caipirinha de pitaia. Estava tudo muito gostoso e no ponto certo mas tenho certeza de que, com minha cervejoca ao lado, eu gostaria muito mais do lugar e da comida. Fica pra próxima.

Autor: Doidivana

escritora de forno e fogão

6 thoughts on “A COZINHA DO KATS

  1. Querida doidivana, hehe, adorei te conhecer também. Estamos providenciando sua cervejinha, aguarde para breve. Mas não é nada fácil lidar com fornecedores, é uma esnobação só pq somos pequenos!!! Bjs e obrigado pela visita!

  2. Armando, para minha alegria a minha nutricionista jura por todos os santos que manteiga faz muito menos mal que margarina. Nhammmm

  3. Ivana, mestre em sociologia, escritora, blogueira, mãe da Bebel, gastrônoma e agora marqueteira da manteiga “Aviação” (brincadeira). Aliás o que tem a ver manteiga com avião? Por coincidência, fiz essa pergunta na mesa neste final de semana, daí, resolvi pesquisar e concluir que manteiga também é cultura: O nome Aviação foi escolhido em homenagem as primeiras empresas aéreas que se instalavam no Brasil. A manteiga da latinha, assim conhecida por sua tradicional embalagem de cor alaranjada, passou apenas por pequenas alterações desde sua fundação, uma delas foi o avião estampado na lata, que no inicio era um biplano monomotor, mas por volta dos anos 40, o avião passou a ser um trimotor que continua sendo símbolo da manteiga.”(Fonte: Yahoo!). A manteiga “aviação” segundo o google tem 89 anos. É mole! Realmente é. Um abraço, Armando

  4. Só agora (depois de recorrer ao Google Imagens) liguei o nome à embalagem, Ivana. Mas confesso que nunca comi essa manteiga. Acho que porque, apesar de morar no interior, “só” tenho 24 anos. Em todo caso, preciso experimentar essa manteiga.

  5. Você não conhece manteiga Aviação? É aquela da latinha vermelha. Na minha infância, pão com manteiga era só com manteiga Aviação. Duvido que alguém que seja do interior e tenho mais de trinta anos não conheça essa maravilha. Isso foi antes da invenção da margarina, do colesterol… beijos lambuzados

  6. Esses seus posts sobre comida me dão uma tremenda fome, Ivana.

    Agora, uma dúvida: por acaso a manteiga Aviação é feita com leite de vacas aladas?

    Bjus!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s