Doidivana

blog da escritora Ivana Arruda Leite

CHIQUINHO VAI AO CONFESSIONÁRIO

11 comentários

Eu disse que estava cheia de literatura mas não resisti ao Leite Derramado, do Chico Buarque. Tenho todos os livros dele e não tinha conseguido chegar ao fim de nenhum! Detestei todos. Esse não. É um bom livro. 
Eu adoro quando esses meninos ricos e bonitos resolvem expurgar os seus demônios. A sinceridade d’alma, além de ser comovente, é um excelente ingrediente para a boa arte. A cada página, era incontrolável a lembrança e a comparação com Santiago, o maravilhoso filme de João Moreira Salles.
Como pesa nas costas desses meninos ter nascido bem, ter sido criado com toalhas de renda valenciana, babás de enormes tetas, mordomos que falam francês, chofeurs, mucamas, negrinhas pra trepar, etc etc etc.  
Gostei do livro. É sincero. Me alegra ver que o Chico desistiu da empreitada de ser um escritor genial, de vanguarda, cabeçal e passou a contentar-se com a reles tarefa de ser um BELO escritor que conta uma bela história com belas palavras, belas imagens. Tudo dentro da mais pacata normalidade.
Prefiro mil vezes este Chico que vai na cola de Machado (a similaridade da história com Dom Casmurro é uma homenagem? Uma metáfora?) do que aquele que queria ser Rubem Fonseca, Becket ou sei lá quem.
Se ele continuar nesse caminho, teremos muito o que conversar.

Autor: Doidivana

escritora de forno e fogão

11 thoughts on “CHIQUINHO VAI AO CONFESSIONÁRIO

  1. Oi Ivana,

    Você já leu o comentário no Paisagens da Crítica sobre o Leite Derramado?
    LINK:
    http://paisagensdacritica.wordpress.com/2009/04/11/leite-derramado-de-chico-buarque/#comment-449

    Abraços,
    Fatima

  2. estorvo e benjamin são chatos demais no começo, não fui até o fim.
    budapeste não é metido a besta, é um livro muito bom.
    esse leite derramado comprei, li o primero capítulo, não gostei, estou tomando coragem pra prosseguir. achei o tema besta e meio anacrônico. agora, uma coisa eu acho: se a gente consegue ler o texto sem ficar o tempo todo vendo o chico e querendo gostar ou odiar à força, a leitura já está viciada, mesmo.
    sei lá, mil coisas.
    em tempo: ele, o chico, não é tão bem nascido assim, embora esteja longe da periferia em quase todos os sentidos

  3. Acho o contrário, tá difícil pra mim terminar de lêr “Leite Derramado”, os outros dois eu li rapidinho, eram mais “surreais”, esse é previsível, meio a moda antiga; será que tô muito moderninho?

  4. Concordo, Tiago. Não é fácil ir tecendo essa história que gira em círculos que vão se ampliando e se preenchendo. E olha que, quando escrevi o post, ainda não tinha chegado ao capítulo final! O que é aquilo? Um primor.

  5. Oi Ivana, nunca tinha lido nenhum livro do Chico então nada posso comentar sobre os outros; porém, sempre tinha ouvido falar também que eram livros meio “intragáveis”. Pois esse eu ganhei, comecei a ler, assim, como quem quer dar uma espiadinha na história, e o li quase inteiro numa madrugada insone. Aliás, a narrativa do protagonista parece casar bem com insônia. Gostei bastante; não é nada genial, mas é bem melhor do que muita coisa que eu ando lendo por aí. E o fato de a narrativa ser inconstante, ir e voltar várias vezes, com buracos e versões fantasiosas — já que o narrador é uma pessoa senil –, na minha opinião, é um dos grandes trunfos do livro.

  6. Tetê, por incrível que pareça, não sou nem nunca fui louca pelo Chico.

  7. ivana gostei da ironia fina…chico é chico né ivana,pra nossa geração é muito mais do que um menino bem nascido,afinal quem há de resisti-lo?

  8. Vera, pode comprar o livro que eu garanto.

  9. Se eu morasse ai em SP ia pedir emprestado pra ler, D. Ivana! Pq comprar – sei não – não sei se tenho coragem, pois tb detestei Estorvo e nem terminei, Budapeste idem… nem sei se tem outros. Já viste o Chico e o Caetano juntos numa capa de revista por ai? estão assim LINDOS, nem parecem aqueles hippies de antigamente. repare no relogio do Cae… Minina!
    A propósito vi um trailer do filme Budapeste e quando entrar vou me arriscar pq a cidade é linda e parece que tá bacana.
    Abç VERA

  10. Observação justíssima. Post atualizado, em caixa alta.
    Beijo

  11. Aparentemente, você esqueceu de um adjetivo, Ivana. “passou a contentar-se com a reles tarefa de ser um BELO escritor que conta uma bela história com belas palavras, belas imagens.”

    Beijo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s