Doidivana

blog da escritora Ivana Arruda Leite

PEDRINHA 12 – ALAMEDA SANTOS

7 comentários

a orelha:

Alameda Santos é um livro que nasceu para ser ouvido. Na semana entre o Natal e o ano novo (época propícia para balanços, planos, retrospectivas e depressões), enquanto a filha passa férias com o pai, uma mulher de trinta e poucos anos, desquitada, senta-se diante do gravador e narra para si mesma os principais acontecimentos que viveu durante o ano, ritual que ela repete de 1984 a 1992. “Quer solidão maior do que passar a tarde falando num gravador pra ouvir a própria voz?”. Mas o que pode parecer excessivamente dramático ganha contornos tragicômicos não só porque enquanto grava, a personagem vai se encharcando de vinho, cerveja ou vodca, como pela habilidade de Ivana Arruda Leite em nos fazer rir das piores desgraças.

Assim como nos seus contos, este romance é cheio de situações que, na pena de qualquer outro autor, arrancariam lágrimas mas descritas com seu humor autocorrosivo tornam-se hilárias e absurdas. Embora este não seja um livro bem humorado, o humor é um elemento constitutivo e indissociável da escrita de Ivana Arruda Leite, que é engraçada sem querer. Suas mulheres são patéticas, ridículas, carentes, solitárias mas sem um pingo de autopiedade. Sabem rir de si próprias, perdoarem-se e seguir em frente. Desta vez não é diferente.

Em Alameda Santos, além da paixão exagerada à la Cazuza (pra citar alguém com quem a protagonista se identifica), das brigas com o ex-marido, das rejeições amorosas, da tumultuada paixão que vive por um homem casado, da vontade ininterrupta de se atirar do oitavo andar e morrer esborrachada na Alameda Santos, Ivana também nos oferece uma deliciosa viagem ao final dos anos 80, quando a aids ainda não era o que veio a ser e o sexo era celebrado com frenesi: “naquela época ninguém voltava sozinho do Bexiga”. Temos aqui um retrato em cores ácidas do Brasil que lotava praças na esperança das Diretas já e celebrava o sol da democracia raiando no horizonte. Época em que o karaokê e o vídeo cassete viraram manias nacionais e ninguém perdia um capítulo do Pantanal. A história termina em 92, quando a aids ceifava vidas aos borbotões e o Brasil se comovia com o assassinato de Daniela Perez. Tempos de hiperinflação e presidente deposto.

A autora jura que estas fitas existem de fato e que os acontecimentos aqui narrados são todos verdadeiros. Mas como confiar se, em seguida, ela adverte: “não acreditem no que eu digo aqui”?

Autor: Doidivana

escritora de forno e fogão

7 thoughts on “PEDRINHA 12 – ALAMEDA SANTOS

  1. Pena que dessa vez não teremos lançamento no Rio. Te desejo todo sucesso nesse lançamento, pois o livro já mostra a que veio. Fico esperando ser disponibilizado nas livrarias daqui.

    Muitos autógrafos e comemoração na terça-feira.

    Fiz a divulgação dele lá no Sobrecapa: http://sobrecapa.wordpress.com/2010/03/07/alameda-santos-de-ivana-arruda-leite/.

    Bjs

  2. Ai, eu quero muito estar aí nesse dia, mas no puedo… Quem manda eu morar no meio do Mato Grosso do Sul? He-he-he-he!

    Mas já pedi o livro (aqui é assim, tem que encomendar…).

  3. Ivana, querida, estive há pouco tempo em SP.. voltei inda agora pra Recife, no dia 03.. infelizmente não deu pra esticar até o lançamento do seu livro. Gostaria muito de comparecer !!! Mas me contentei em tirar uma foto singela da placa da Alameda Santos, e vou guardar de recordação, junto de um pensamento positivo enorme para mais um sucesso !!!

    obs: conheci tb a sua querida Merça… ow lugarzinho bom, viu ?!?! Quero voltar !!! Torci muito para encontrá-la por lá, mas nada de Ivana.. heheh

    Um grande beijo desse seu leitor de Recife.

    • Que pena que não deu pra você ficar. Agradeço o carinho. Um dia ainda tomaremos uma cerveja juntos. Aqui ou aí. Um beijo grande

  4. Oi querida,

    eu não vejo de chegar 3a feira! rsrsrs
    Quero ler o Alameda Santos só depois do seu autógrafo!
    Beijos e felicidades,
    Márcia Cristina

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s