Doidivana

blog da escritora Ivana Arruda Leite

PERFUMARIA? FICO DEVENDO

15 comentários

Outro dia uma leitora me escreveu dizendo que eu era uma mulher, mas minha coluna não, pois ela não representava  “o espírito feminino”.
E eu fiquei me perguntando: que raio de espírito feminino é esse?
Será que ela queria que eu falasse de cremes, moda, cabelo, ginástica? Ou será que ela queria que eu falasse de amor, namorado e me pusesse a dar receitas de relacionamento?
Infelizmente, minha experiência não me autoriza a tanto. Se eu tivesse bons conselhos pra dar já os teria usado. Independente disso, acho patético essa história de ficar dando receita.
Se é pra dar receita, eu dou a de pão de queijo com batata que a minha amiga Andréa del Fuego me serviu outro dia e que é de morrer.
As revistas para adolescentes ensinam como arranjar namorado; as revistas para meninas mais velhas ensinam como manter o namorado aos seus pés; as revistas para jovens senhoras ensinam como tornar seu casamento feliz (e tome strip-tease) e, finalmente, as revistas para mulheres adultas ensinam como se livrar do traste do marido que você lutou tanto para conseguir.
Não sei se vocês já perceberam, eu não sou uma mulher romântica (será que isto o tal espírito feminino?). Detesto tudo que venha embalado em papel cor-de-rosa: flores, bombons, bichinhos de pelúcia. Adoro homens delicados, mas os românticos me dão enjôo. Delicadeza é uma coisa, romantismo é outra. A primeira é fundamental, a segunda eu dispenso.
As mulheres que eu amo falam de tudo que eu venho falando aqui: grana, trabalho, solidão, filhos, religião e, claro, homens.
As mulheres que eu admiro falam de grana, trabalho, batom, roupas, sapato, solidão, ginástica, filhos, cremes, religião e, claro, homens.
As mulheres que eu não amo nem admiro só falam de batom, roupas, sapato, ginástica, cremes, botox e, claro, homens.
Quanto às perfumarias, sinto muito, mas vou ficar devendo. Quanto aos homens, minha sugestão é pra que a gente se distraia e fale de outra coisa. Esqueçamos os homens. Eles são maravilhosos e estarão sempre ao nosso lado. Não precisa tanto esforço. E quanto mais desconcentrada, melhor.

(crônica publicada em 2004 na Revista da Folha)

Autor: Doidivana

escritora de forno e fogão

15 thoughts on “PERFUMARIA? FICO DEVENDO

  1. a-d-o-r-o! sei que faz muit tempo, mas também fiquei louca por este pão de queijo com batata… bem mulherzinha. tem receita? beijossssssss

  2. Oi Ivana! Que texto maravilhoso para comentar! Vamos lá: Eu sou romântico, embora quem possa atestar não concorde plenamente, eu me classifico como romântico. Eu chamo a Andréia minha esposa de namorada, e não aceito outra coisa que não seja namoro para denominar a nossa relação. Perfumo-me e me visto caprichosamente para ficar em casa, e jamais me deixo ser flagrado em atos fisiológicos. E olhe que são 10 anos de ‘namoro’. Quando trato do assunto nas turmas de amigos e no trabalho, acham que isso é besteira; mas eu tenho cá comigo que o teto a dois termina na porta do banheiro. Sou romântico do tipo que não manda flores e não chama de querida a namorada, mas de namorada a esposa e luto para ser o assunto principal quando ela falar de homens. (sorrio).

  3. Ivana,
    esse texto é um arraso,rsrsrr

  4. Honestamente? Acho que ela nao estava certa. Pois vc tem crônicas super femininas, essa entao.
    Concordo, quanto mais a gente esquece deles, eles nao esquecem da gente. Ah, vá entender esses homens… Bem, só queria entender o pelo qual sou apaixonada. Enfim. Deixo livre as tudo que amo, sempre.
    E obrigada por mais uma crônica excelente!

  5. Uma coisa que gostei de ler em voce foi esse seu modo de escrever, nada de textos estressantes, nem depressivos, mas com humor. Até te invejo, é bem diferente do meu modo de escrever, voce fala do dia a dia de uma maneira leve. Eu gosto de chocolate embrulhado até em papeis de pão, pena que não posso comer e infelizmente não tenho ao meu lado um homem romantico meloso, meu marido é do tipo que me presenteia com frutas da época pq acha mais saudável.Também concordo com voce, se é pra dar conselhos não tem porque não ir a banca e ler as revistas do momento, se um dia vc ter vontade aí sim comece dando receitas de comida, hummm!!!! eu iria adorar, claro vc não é um livro de receitas, mjas gostei da sugestão.(risos).Um abraço…Myrian

  6. Gostei de ler essa crônica logo agora, dias depois de ter lido o seu “Ao homem que não me quis”. O que me atrai naquilo que você escreve é justamente o fato de parecer, para mim, o tal “universo feminino” sem a maquiagem ridícula. Muito mais parecido com o feminino que cultivo e quero para mim.
    Bom fim de semana!
    Um beijo

  7. Ivana, adorei. Me identifico muito. Sou tua fã. Saudades, querida. Beijão

  8. acho romantismo uma besteira, mas vai, give pink a chance

  9. Realmente o romantismo se faz desnecessário quando um homem ou uma mulher exerce a “delicadeza” de enxergar e aceitar o “outro” como ele é… principalmente em tempos tão “maquiados e perfumados” em que vivemos.
    Agora… pão de queijo com batata…por favor me envie a receita !Em nome da vaidade de preparar coisas gostosas para servir aos amigos e tomar aquele café!!!! Bjs Léia.

  10. Bravo, Ivana, que resposta maravilhosa, com uma objetividade desconcertante, é isso que eu sou e é isso que eu penso!
    Abraços,
    Cleo

  11. Na verdade mulheres que adoram falar de suas vaidades – roupas, perfumes, botox – são aquelas que se preocupam mesmo é com as outras mulheres e não em agradar os homens.
    Ivana, seus textos são muito extremamente femininos, pois mostram a mulher verdadeira que você leva na alma, sem preocupação com a feminilidade física, que muitas insistem fingir em tê-la.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s