Doidivana

blog da escritora Ivana Arruda Leite

LA SEGUNDA TARDE

3 comentários

Chegando agora de um lindo passeio por Palermo Viejo. Graças às dicas dadas pelo Joquinha, Xerxenesky, Adilson, pela Andrea Kaufman, Lorena etc eu só tenho ido e provado o que há de melhor nessa cidade. Pela manhã, eu e minha mãe tomamos um taxi e fomos para a Thames, conhecer a Libros del passaje. Andamos a manhã toda por lá. Gostei da Libros del pasaje mas não tanto quanto da Eterna Cadéncia (Honduras 5582), pra mim, the best. Antes, paramos no Malazartes para um capuccino. Fomos também à papelaria Palermo, onde comprei bloquinhos para mim e para regalos. Uma parada na Plaza Cortazar. O passeio por Palermo foi lindo mas na hora errada. Dez da manhã não é o melhor horário pra se andar pelas ruas de Palermo. As pessoas ainda nem bem acordaram.  Eu me senti como alguém que andasse pela Fradique Coutinho, Aspicuelta e Mourato  Coelho às 10 da matina querendo conhecer o bairro boêmio de SP. Esquisito, né? Foi mais ou menos assim. Mas valeu pelo almoço. Tchan tchan tchan tcham: no Olsen, restaurante escandinavo na Gorriti, 5870 (pertinho da Honduras). Que comida maravilhosa!!! Restaurante modernex, sem carne como eu queria. Tipo menu executivo (entrada, acomp. e prato principal por 37 pesos!) Eu ainda pedi a entrada de canapés escandinavos (incluindo salmão, camarão e caviar) e bebi a vodca com cassis da casa, por sugestão da Andrea Kaufman. Quase morri de tanto comer. Abençoados vikings! Comida, taxi e livros aqui é muito mais barato que aí. Buenos Aires fez de mim uma mulher quase rica. Na volta para o hotel (qui raiba!) levamos nosso primeiro golpe de um taxista. Num passe de mágica, ele trocou a nota de 10 pesos que havíamos dado por umade 5 e disse que faltavam 5 pesos. Claro que era mentira, nem eu nem minha mãe tínhamos nota de 5 pesos. Mas o homem berrava tanto dizendo que estávamos roubando seu dia de trabalho, que ele não era ladrão e mais isso e aquilo que achamos melhor dar logo os 5 pesos e sair dali. Agora, de pijaminha, eu mergulharei no livro do Joca (finzinho do cap. 7) enquanto minha mãe e Bebel passeiam pela Corrientes. Lá pelas 8 nos encontraremos com Marcelo Barbão para mais uma aventura etílico-gastronômica.  Vida dura essa nossa… Ah, Bebelzinha chegou às 10h, toda sorridente. Dormiu a manhã inteira pra se refazer da noitada. Como vêem, estamos todas muito bem. Eu comprando livros, comendo e bebendo, minha mãe comendo e fazendo compras e a Bebel comendo e comendo e comendo. Até mais.

Autor: Doidivana

escritora de forno e fogão

3 thoughts on “LA SEGUNDA TARDE

  1. sua mãe é danada, não é?
    que viagem linda de vocês três.
    beijo

  2. saudades, ai que saudades (estive aí 10 dias atrás)!!

    – italiano gostoso (no sentido gastronômico, é claro): brocolino – esmeralda, 776

    – outro italiano : cantina pierino – lavalle, 3499 – abasto, fone 4864-5715

    – se for ficar por aí na semana, p/ ir no almoço: el claustro – san martín, 705 – http://neehh.blogspot.com/2010/06/el-claustro-buenos-aires.html

    divirta-se!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s