Doidivana

blog da escritora Ivana Arruda Leite

À BEIRA DE UM QUASE PITI

3 comentários

O cenário é a praça de Montemor. O local é um boteco cheio de bêbados comendo churrasquinho. Eu com meu netbook, tomando uma coca zero depois de ter comido uma tapioca que um cara faz na praça. Não. É isso que não pode acontecer. Tempo livre, à toa. A palestra em Sumaré foi ótima. Imagine que meu grande e querido amigo José Odair Quintal, que trabalhou comigo nove anos na Caixa Econômica, aposentou-se e mora em Nova Odessa leu no jornal que eu estaria em Sumaré e foi lá me ver. A maior emoção!!! Não nos víamos há mais de 20 anos.  As fotos vêm depois. Terminada a palestra eu queria ir pra Campinas, me acomodar e depois vir pra Montemor. É tudo coladinho e eu sabia que teríamos tempo de sobra mas o Renato não quis e aqui estou eu, esperando a hora há horas pra ir pra biblioteca me encontrar com o pessoal. Eu não sou do tipo que se distrai andando pela cidade nem olhando a paisagem, por isso não adiante me dar esse tipo de conselho. Estava no carro até agora. Até que deu vontade de ir ao banheiro. Aí atravessei a praça e vim nesse boteco. Saco. Nem vai dar pra eu trocar de roupa antes da próxima palestra. Onde? Depois, vamos pra Campinas, onde dormirei e amanhã farei a última palestra. Seis cidades em cinco dias não é fácil. Mas agora falta pouco. Amanhã, a esta hora, eu já estarei na minha casinha. E a Lorena disse que virá me encontrar aqui em Montemor. Quem sabe tomaremos uma nesse boteco até alta madrugada.

Autor: Doidivana

escritora de forno e fogão

3 thoughts on “À BEIRA DE UM QUASE PITI

  1. Olá Ivana!

    Você deixou saudades em Botucatu! Eu sou de Botucatu mas morei por vinte anos na Europa e voltei para cá justo na semana em que se falava que você daria a palestra na Biblioteca Municipal.
    Fui sem ter lido quase nada teu, apesar de que o pouco que li uns dias antes da palestra, parece que já me agarrou para sempre. Ansiosa, aguardo as tuas publicaçoes.
    Durante a palestra, fiquei meio atrás e te fiz umas quantas perguntas que você respondeu com uma sinceridade incrível.
    Também paguei lá um mico, porque a Biblioteca mudou de lugar. Bem, depois de vinte anos fora de Botucatu… Comecei a desconfiar que o local (antiga Biblioteca) estava muito barulhento e um rapaz me contou que ali era agora uma sede da Igreja Universal. Saí voando e cheguei atrasadinha aonde você estava.

    Acompanho o teu blog que me deixa feliz por estar no Brasil outra vez. Uma mulher como você que viaja e conta coisas tao lindas sobre as cidades e sobre as pessôas, com maturidade, humor e com essa forma linda de escrever que você tem, isso me está fazendo um bem danado.
    Espero que as publicaçoes dos teus livros nao demorem muito.
    Um grande beijo!

    Solange.

  2. Oi Querida, Adorei sua Palestra aqui em monte mor. Foi muito divertido, você abriu meus olhos pra muitas coisas. Descobri que tenho algum dom para ser escritora, pois adoro ler e escrever. você despertou uma vontade imensa em mim de ler dois livros seus: confidencial e Ao Homem que não me quis. só que não estou encontrando disponível em lojas virtuais, existe algum lugar que eu possa encontrar? Adorei você , um beijo imenso

    Hannah

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s