Doidivana

blog da escritora Ivana Arruda Leite

UMA OVELHA DESGARRADA

2 comentários

Outro dia a Índigo, uma grande amiga e escritora, olhou para um frasco que tenho sobre a mesinha do telefone e perguntou com cara de espanto:
– O que é isso?
– Água benta – respondi.
– Água benta?
– Sim senhora. Comprei no mosteiro do Frei Galvão.
– E desde quando água benta é coisa que se vende por aí? Eles fazem delivery? Se eu pedir, eles me trazem um garrafão em casa?
Nesse instante eu já estava com o frasco na mão, pronta para benzê-la.
– Quer?
– Claro que quero – ela disse com aquela voz de chapeuzinho vermelho que ela tem.
Na maior concentração, molhei os dedos e fiz o sinal da cruz na testa dela. Depois fui perguntando aos demais:
– Você também quer?
Marcelino Freire não só quis como pediu um frasco para mandar pra mãe, em Recife; Adrienne, budista de carteirinha, também aceitou; Judite, judia, não deixou por menos; Bruni, doutor da USP, era o mais concentrado e Babá, agnóstico, não quis ser o único a recusar.
Não sei porque as pessoas sempre se assustam quando ficam sabendo que eu sou uma mulher de fé. Foi-se o tempo em que eu me achava capaz de andar na corda bamba sozinha. Hoje acho mais fácil pedir um help, uma luz. A gente erra menos, acredite.
Não tenho pudor em dizer que compartilho da idéia de que se Deus não existisse precisaria ser inventado. Nem que fosse só pra mim. Não posso nem lembrar do tempo em que eu me sentia órfã de Pai.
É por essas e outras que rezo toda noite, confesso meus pecados sempre que posso e assumo a culpa por todos eles (a carne é fraquíssima). Acredito nos Sacramentos e peço inspiração ao Espírito Santo.
Respeito profundamente todas as crenças e religiões e defendo bravamente o direito de cada um professar a sua fé em liberdade – sou pelo ecumenismo amplo, geral e irrestrito – mas meu credo é o da igreja católica, embora eu não siga quase nenhum dos seus preceitos. Sou uma ovelha desgarrada. Mesmo assim, tenho certeza que Deus não me expulsará do seu rebanho.

Autor: Doidivana

escritora de forno e fogão

2 thoughts on “UMA OVELHA DESGARRADA

  1. nossa, sem palavras, adorei

  2. Ufa!! Se Deus tiver um lugar reservado para pessoas assim, pelo menos tenho a garantia que vou te encontrar lá!
    Beijos,
    PS Este é o meu novo e-mail, aquele outro vou desativar. Aliás meus comentários sobre o Alameda estão quase prontos. Este livro mexeu comigo!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s