Doidivana

blog da escritora Ivana Arruda Leite

CHI FU

2 comentários

Confesso que estou até agora apatetada com a experiência do Chi Fu. Ontem, finalmente, fui conhecer o lendário Chi Fu, na Liberdade, um dos melhores chineses de São Paulo e preencher essa lacuna imperdoável no meu currículo gastronômico. Digo apatetada porque não sei se amei ou se odiei. Vamos ao ódio em primeiro lugar: o serviço é inacreditávelmente RUIM. Mas põe ruim nisso e você chegará perto do atendimento que eles te dão. Pra começar, quase ninguém ali fala português e os poucos que ameaçam o fazem com uma má vontade de dar nojo. Como se não bastasse a não comunicação, ainda tem o mau humor. Só faltam bater na sua cara a cada pedido. E te apressam, e mandam você comer rápido e, pra completar, quando ainda estávamos pensando qual seria o próximo prato, eles simplesmente decidiram que estava na hora de irmos embora e TACARAM uma travessa de melancia na nossa frente. Isso às 10 da noite! Finalizando a lista de horrores, claro, a cerveja estava morna. Dito isso, vamos pro outro lado da moeda. A verdade é que quando a comida chega e você prova o primeiro bocado uma onda de prazer tão grande toma conta do seu ser que toda a raiva se dissipa como que por encanto. É uma coisa indescritível. Ah, tem outro ponto a favor: o preço. Bem baratinho.

Rodrigo e Mayumi

Adilson e Ivan

Edinho lambeu os dedos no super marisco

Zezé, que pediu gelo pra garçonete e ela trouxe uma jarra de plástico de cozinha com a cerveja dentro.

Andrea e André

marisco com feijão. Dito assim parece estranho mas vocês jamais comeram nada parecido de tão tão tão bom.

pato assado, divino maravilhoso. Entre o marisco e o pato teve o camarão com aspargos. Escandalosamente bom.

mais pato.

costelinha de porco. Mas não percam tempo com ela. O forte do restaurante são os frutos do mar.

Saímos bravíssimos do Chi Fu e fomos terminar a noite no Le Jazz. Ainda coube um tutaninho e uma terrine campanhe.

A caipirinha de tangerina do Le Jazz é a oitava maravilha de qualquer noite

eu de vestidinho novo. Um dos oito que comprei essa semana no Marisão.

Autor: Doidivana

escritora de forno e fogão

2 thoughts on “CHI FU

  1. o ambiente do si fu pareceu agradável. nem os seus amigos da ala oriental fez com que os chinas fossem mais agradáveis? se bem que, eu sei como é , já passei por experiência parecida, porque né? eu achava que por eu ser japa os chinas atendiam daquele jeito de dar nojo por causa da rixa entre eles? mas valeu a degustação né não?

  2. Oi, Ivana. Que jantar foi esse? Depois de tanta grosseria não haveria delícia das delícias que me fizesse gostar de algo no lugar. Vocês são verdadeiros heróis do bom humor. Poderiam me vir com uma chinesa assada que eu não a degustaria. [sorrio]. (Olha, “pelamordedeus’, é brincadeira a parte do canibalismo.)

    Abraço do blogueiro Jefhcardoso

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s