Doidivana

blog de Ivana Arruda Leite

09 DE AGOSTO DE 2004

Deixe um comentário

a notícia:

Manobrista sequestra freira de colégio em SP

o conto:

REFÉM

As irmãs lá de cima não costumam atender a porta. Somos nós, lá de baixo, que cuidamos disso, além da cozinha, da lavandeira, da faxina do colégio inteiro. Elas, lá de cima, dormem em quartos individuais com colchão de mola e edredom. Nós dormimos no porão apinhadas num quarto só, em colchão de crina e cobertor de lãzinha barata.
Quando a menina entra no convento, se ela é rica, é tratada como madame. As freiras pagam estudo, livros, faculdade. Mas se é pobre como eu, vem pro bagageiro e vira empregada das dondocas. A mesma diferença que existe fora, existe dentro do convento. As freiras pobres e pretas são tratadas como de segunda classe. Irmãs de caridade? Coisa nenhuma. Caridade pra quem? Irmãs de quem?
Hoje de manhã eu estranhei quando tocaram a campainha. Aos domingos não costuma vir ninguém. O colégio só funciona de segunda a sexta. Eu sei, a culpa foi minha. Eu tava distraída e abri a porta sem ver quem era. O mulato de japona azul-marinho encostou o revólver na minha cabeça e berrou:
– Cadê a Marinalva? – a Marivanalva é uma das moças da limpeza.
Eu falei que ela não trabalhava aos domingos mas ele não me ouviu e foi me empurrando pro pátio. A irmã Aparecida que estava chegando bem na hora ficou branca pra desmaiar.
– Cadê a Marinalva – ele perguntou de novo. A irmã respondeu o que eu já tinha dito.  O bandido foi ficando cada vez mais nervoso.
A madre superiora, que estava vendo tudo do primeiro andar, chamou a polícia. Num instante ouvimos barulho de sirene. Furioso, ele torceu meu braço e perguntou onde era a garagem. A irmã Beatriz nos levou até lá. No caminho ela ainda me deu uma bronca:
– Vê se aprende a perguntar quem é antes de abrir a porta.
O moço me jogou dentro da  Kombi, deu a partida, a irmã Beatriz abriu a porta e ele saiu correndo comigo dentro. Elas devem ter dado graças a Deus: se livraram de dois estorvos de uma vez. Eu sabia que ia sobrar pra mim. Dá vontade de falar um monte de palavrão mas eu não falo pra não acabar indo pro inferno por causa daquelas vacas.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s