Doidivana

blog de Ivana Arruda Leite

15 DE AGOSTO DE 2004

1 Comentário

a notícia:

Novo bobo da corte britânico é sem graça

o conto:

BOBO DA CORTE

James Sauer foi eleito bobo da corte derrotando quase uma centena de candidatos. O cargo estava vago há mais de três séculos. O último a ocupá-lo foi Demitri O’Heinner, que perdeu o emprego após a decapitação de Charles I, em 1649. Não bastasse a honra da função, o salário era de 25 mil libras por ano. Por isso quando Nora leu o anúncio no jornal: “procura-se bobo da corte. Paga-se bem. Os candidatos devem apresentar-se a caráter”, ela foi correndo contar ao marido. Desde que fora dispensado da Cia. de Seguros, James vivia às custas dos nuggets que a mulher fazia e vendia pela vizinhança. “Já que sou bobo dentro de casa por que não fazer disso uma profissão e me tornar bobo do reino inteiro?”. Nora comprou tecidos coloridos, fitas, guizos, aviamentos e lhe fez uma linda fantasia. Os filhos aplaudiam a cada prova da roupa.
No dia marcado, os Sauer chegaram cedo ao local do concurso. O tipo físico era o primeiro quesito a ser analisado. Os candidatos que não se encaixavam no padrão exigido foram os primeiros a voltar pra casa. A próxima etapa avaliou a inteligência. Quem não conseguiu manter uma mínima conversação com o mestre de cerimônia também foi dispensado. Sobraram quatro para a prova da graciosidade. O primeiro pôs-se a pular no palco feito um demente e foi sumariamente eliminado. “Não é nada disso”, disse um dos jurados estupefato. O segundo fez umas caretas engraçadas mas se atrapalhou no manuseio do bastão chegando a deixá-lo cair numa pirueta. Falta imperdoável. Restaram James e um outro para a prova da piada, a última e mais importante. Wilfrid contou a piada da velha que fazia bolinhos de pimenta para dar às crianças. A piada é boa mas foi muito mal interpretada. Em seguida, James subiu ao palco e contou a do inglês que morreu e chegou ao céu perguntando as horas. Foi aclamado vencedor sob calorosos aplausos. Quando ele desceu do palco, Nora beijou sua boca vermelha aos prantos. A vida deles estava salva. James se segurou. Tudo que se espera de um bobo da corte é que ele não chore.

One thought on “15 DE AGOSTO DE 2004

  1. Ivana, cada post melhor que o outro!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s