Doidivana

blog de Ivana Arruda Leite

E O RIVIERA ESTÁ DE VOLTA

4 comentários

580647_419698081455255_31637838_n

É certo que o tempo não volta mas certas coisas têm o poder nos transportar pra épocas remotas. Ontem, ao dar a primeira mordida no Royal, tendo a Paulista sob meus pés, eu voltei aos anos 80. Frequentei o bar mais nessa época. Para nossa alegria, Alex Atala e Facundo Guerra trouxeram o Riviera das cinzas. Felizmente, apesar das modificações e da cara modernosa, o velho bar não perdeu sua alma. Na próxima semana estará aberto ao público (ontem foi uma inauguração teste só para vips hehehe) e, pelo que soube, os preços vão ser pra lá de razoáveis. Vamos invadir o Riviera antes que playboyzada tome conta!!!

Imagem 003

no primeiro andar as mesas com essa vista maravilhosa

Imagem 004

embaixo agora é só o balcão.

Imagem 006

devo ter cruzado muito com a Noemi nos nossos fins de noite no Riviera
Imagem 012 Paulo Terron fugindo do Rock in Rio

Imagem 016 Dani, querida, de Nova Iorque pra Paulista

Imagem 017 O Royal está bem diferente. Cadê o omelete que embrulhava o sanduíche? Novos tempos… Mas continua delicioso

Imagem 023

Bebel adorou a salada de grão de bico. Eu provei e me arrependi de não ter pedido.
Imagem 025

Imagem 027

Noemi Marinho adorou o presente que lhe dei

Imagem 029

escritores de todas as praias encantados por conhecer o lugar onde seus pais iam

Imagem 031

Até a mídia ninja esteve presente

Imagem 033

Bebel conhece o lugar desde a mais tenra idade.

Imagem 034

celebridades do mundo da música e da fotografia

Imagem 035

crepe de doce de leite

Imagem 036

Bressane aprovou o bar

Imagem 041

chupa!Imagem 043

Imagem 045

Imagem 047

Imagem 048

Imagem 050

Imagem 053

Imagem 055

Mário Miranda, meu genro querido está de site novo. Passa lá. As fotos são deslumbrantes.

4 thoughts on “E O RIVIERA ESTÁ DE VOLTA

  1. a Bebel nunca solta o cabelo?

  2. Ivana,

    Boa noite!

    Encontrei com você na palestra do programa “Sempre Um Papo” que ocorreu essa semana em Belo Horizonte e resolvi comentar o que achei do seu livro o “Alameda Santos” foi uma leitura divertida e reflexiva, daquelas que te fisgam de uma vez, me fez pensar muito sobre como a oralidade pode ser uma forma de exorcizar os complexos de uma vida, e de como é latente na maioria das mulheres o que Nelson Rodrigues dizia: “Pouco amor não é amor”, enfim posso estar enganada em muitos aspectos de minha percepção, de qualquer forma queria agradecer pelo excelente livro e pela delicadeza de nos presentear com essa obra, além de querer comentar a feliz coincidência que notei quando me deparei com a dedicatória inicial de seu livro e percebi que o sobrenome do seu analista é idêntico ao meu, Thomé.

    Grata, Yve.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s