Doidivana

blog da escritora Ivana Arruda Leite

METADE DO OITAVO DIA

Deixe um comentário

Pensem numa pessoa morta de cansaço. Multiplique por dez. Esta sou eu. Acordei e fui pra missa na catedral agradecer as bênçãos dessa viagem e o milagre que se operou aqui. Sai da igreja e peguei um taxi pro Metropolitan. Já dominava o terreno, portanto, tudo foi mais fácil dessa vez. Eu não poderia ir embora sem ver mais uma vez a expo de roupas da China. Pra nunca mais esquecer. Vi também uma expo de fotos sensacionais. Na saída, quase meio-dia, comprei um hot dog e comi sentada na escada do museu. Melhor do que na calçada. Sai de lá e peguei um taxi pro hotel. É horrível ir pro Met, não tem metrô. Desci no hotel pra descansar um pouco antes de ir pro Village almoçar e Oh! Meu celular morreu de novo. Toca pegar um metro e ir pra Apple. Eu estava lá pertinho, se ele tivesse pifado no Met seria mais fácil. O homem apertou os tais botões que eu já tinha apertado e o bichinho acordou. De lá peguei um metro até Times Square, andei uma quadra e tomei outro pro Village. Só que hoje tava um tumulto por causa de uma construção sei lá onde, os trens não estão fazendo o percurso normal. A mulher dava o aviso no auto falante, mas não adiantava porque eu não entendia nada. Perguntando pra um e pra outro, deu tudo certo e eu desci no Village. O hamburguer do Corner (muita gente indicou) é bom mas não chega aos pés do Minetta. E nem é tão mais barato assim. Fora que o atendimento é péssimo. Mas valeu pra ir no Village. Na volta, andei até a 6a e não achava a porra da estação pro hotel. Fui no guichê e a mulher falou que eu tinha que atravessar a rua. Ok. Atravessei e fui no guichê perguntar. Era a mesma mulher!!!! Ela ainda ficou brava comigo: eu disse pra você atravessar a rua! Eu também fiquei brava com ela: eu atravessei! Sai de lá pronta pra pegar um taxi quando entendi que eu estava atravessando na horizontal e tinha que atravessar na vertical. Se é que me entendem. Ufa. Cheguei na estação mas não achava a plataforma do meu trem. Rodei tanto até que um senhor me perguntou: What do you want? Eu falei e ele me mostrou. Era num andar intermediário entre o 1 e o 2. Vou te contar, hoje foi dose. Fujam da estação da 14th. É um confusão só. Enfim, cheguei e é isso que importa. Estando com saúde, está tudo bem. Daqui até amanhã só voltinha no quarteirão. Chega de metrô.

Autor: Doidivana

escritora de forno e fogão

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s