Doidivana

blog de Ivana Arruda Leite

JOSÉ E PILAR

4 comentários

São 1h26 da manhã em Lisboa e eu acabo de assistir ao filme José e Pilar. Tô que é uma emoção só. Mas antes quero dizer que fiquei muito brava. Pô, porque ninguém me disse que esse filme É MARAVILHOSO???? Ouvi elogios aqui e ali mas moderados. Ninguém me falou que eu TINHA que ver de qualquer jeito porque quando me dizem dessa forma, eu vou. Tudo bem. Minha hora estava marcada e era aqui que eu tinha de vê-lo. Em Lisboa, numa pensão fuleira na rua de Santa Marta a uma da manhã de uma noite quente de junho. A hora era agora. Entendi tanta coisa… Da mais elementar – o mau humor e a rabugice de José é a de todos os portugueses. Aquela que eu topo desde a hora que ponho o pé na rua até a hora que venho dormir. Os motoristas de táxi que resmungam sozinhos, os guardas de trânsito que não dão a informação enquanto não lhes dizemos bom dia, o porteiro do hotel que só me responde “não sei” a tudo que pergunto, o homem da padaria que sempre reclama que eu não tenho moeda, etc etc etc Portugal é povoada por Saramagos e talvez por isso o tenha tratado tão mal. Eles amam com o fígado, à moda deles. Assim que chegar em SP vou correndo comprar o dvd pra assistir mil vezes, sempre que eu quiser me lembrar desta terra que eu tanto amei e sempre que eu quiser aprender sobre como é ser um escritor íntegro nesta vida. Com o perdão do nobre autor, esse filme hoje só pode ter sido presente de Nossa Senhora de Fátima.  Assista, assista, assista. Te peço de joelhos.

4 thoughts on “JOSÉ E PILAR

  1. Ivana, essa semana peguei na internet o filme e logo depois vc colocou este post aqui, mas ainda não havia assistido ao filme. Acabei de terminá-lo. Ainda estou sem palavras e com os olhos marejados. Além do Saramago ser um grande escritor, ele mostrou dignidade para as vezes que muito nos esquecemos de ser humano. O filme realmente é lindo, e é feito para assistir para o resto da vida.

    um bjo.

    PS: Sua viagem está demais!🙂

  2. Ivana,qdo fomos à Portugal, chegamos no Porto e lá eles só faltaram nos carregar no colo. Foram amabilíssimos. Qdo percebiam que éramos brasileiros, eram atenciosíssimos. Um dia nos perdemos e ao pedir informação a um taxista, o mesmo nos mandou segui-lo. Ele foi c/ o taxi e nós, de carro o seguimos por uns 5 km. Qdo chegamos ao hotel o babá desceu p/ pagá-lo, mas ele não nos cobrou porque éramos brasileiros, de um país irmão. E mtas outras coisas dessas aconteceram…
    Em Lisboa eu fiquei convicta de que eles são mais diretos. Não existe esse nosso jeitinho do “vamos ver, quem sabe, talvez”. O mesmo senti na Espanha, em Madri e Barcelona. Lá no Porto eles nos avisam que em Lisboa o povo é mais ríspido. Ma de qquer forma eu adorei Portugal e queria poder conhecer melhor essa terrinha. Desde que voltei não paro de assistir a SIC Internacional. Aproveite. Bjos.

  3. Ivana,

    Quis assistir quando fiquei sabendo do filme, mas acabei não vendo, mas agora você falando assim…Fiquei louca pra ver.
    Eu que agradeço suas dicas de coração.

    Obs.: tenho acompanhado sua estada em Portugal. Que bacanérrimo! Com seus pais e sua irmã com o marido. Isso que é emoção, né, Ivana!?

    Beijos,

    Cintia

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s